“…ele não vai lá sozinho que vai apanhar igual um besta…”  foi o que ouvi durante uma conversa com um senhor que cobrava da juventude mais atitude para mudanças no Brasil.

Uma das coisas interessantes que percebi ainda durante a conversa, foi ver uma pessoa que viveu outra situação, analisando o atual momento fazendo comparativos de uma forma que deixa claro os boas e as más características de cada sistema de acordo com sua opinião.

Ouvir histórias sobre o respeito e a educação que se encontrava e da forma que era imposta é muito interessante. Como em um estudo, conforme as experiencias eram passadas eu tentava quebrar ao esteriótipo que formei em minha cabeça sobre o Regime Militar.

Quero deixar claro que não estou fazendo apologia a nenhum sistema nem outro.

Quando falo de educação, estou principalmente me referindo a educação do povo na rua, com a cidade, com as instituições governamentais etc.

Não chegamos a falar como essa educação e o respeito foram adquiridos pela sociedade, apenas fizemos o comparativo entre as duas gerações, e eu particularmente nao consegui entender o motivo ou os motivos que fizeram com que essa decadencia chegasse ao ponto que vemos hoje.

Talvez a comodidade que encontramos hoje e a globalização tenham contribuido para isso, assim como ajudaram também em toda a evolução que temos hoje na ciência e na própria educação.

É contraditório eu sei, mas foi uma conversa que me fez pensar e espero ter passado aqui pra vocês algo para pensarem também!

“Eis aqui um teste para verificar se sua missão na Terra está cumprida: se você está vivo, não está ” Richard Bach

Abraços

@paramudar_br

Ps.: A Dica Interessante de quinta vai ficar para amanhã