“Policiais do Rio de Janeiro e de São Paulo recorrem à força letal de forma rotineira e frequentemente cometem execuções extrajudiciais…”

Leia a matéria completa.

Vivendo em São Paulo vejo como a violência tomou conta da cidade, hoje ninguém mais se sente seguro, é dificil encontrar alguma pessoa que nunca foi assaltada ou teve algum bem furtado.

O Crime está mais organizado que muitas instituições governamentais onde há um código de conduta a ser seguido. Os equipamentos desde armas, computadores, veículos e até mesmo os profissionais que fazem parte dessas organizações são na maioria das vezes melhor que os da própria polícia, a polícia que por sua vez é mal treinada e não tem como atender todas as ocorrências, talvez também por fazer um pouco de corpo mole, baixos salários e o fácil ingresso em redes de corrupção são atrativos para que piore ainda mais a situação.

Mas voltando a matéria que fala sobre os direitos humanos, onde diz que a polícia do Rio e de São Paulo matou Bandido demais, mais de 11.000 bandidos desde 2003. É dificil não generalizar nesse caso, claro que a polícia também erra e pode exagerar algumas vezes também, mas não creio que seja uma parcela expressiva desse número.

Ao meu ver, a Polícia está agindo certo, todo mundo sabe que o Bandido está ali para matar ou morrer, que ele só vira coitado depois que ta na mão da policia, ai sim ele quer todos os seus direitos. Seria algo mais ou menos assim Bandido quando perde vira coitado e aparece um monte de gente dizendo que temos que preservar a integridade do ser humano, e que ele deve ter uma segunda chance(nem vou entrar nessa questão da reabilitação), Policial quando perde MORRE.

No Rio de Janeiro bandidos derrubaram um helicóptero, quase sempre há tiroteio entre policia e traficantes, é claro que num cenário que se é semelhante ao de uma guerra civil o numero de mortos esteja nesse nível.